Carta aberta a mulher que aceitou a árdua tarefa de ser minha mãe

Mãe, meu amor, te escrevo na solitude involuntária de um apartamento em Blumenau, quando deveria estar pertinho de você às vésperas do seu dia, no aconchego de casa. Nos meus 27 anos de vida, acredito que este seja o primeiro dia das mães que passo longe de você. Maldito Coronavírus, cujo nome me lembra aqueles filmes apocalípticos, se bem que atualmente não estamos muito longe disso. 

Esses dias de quarentena me fizeram refletir sobre minhas escolhas, as quais você sempre me apoiou. A pergunta que mais me faço neste momento é “Será que fiz a escolha certa em deixar boa parte da minha vida para trás para seguir meus sonhos?”. A resposta sempre vai de encontro a uma frase que você me disse a uns anos atrás.

“Você precisa seguir seu caminho, buscar sua própria felicidade, e não importa como e nem onde você vai estar, se você estiver feliz, eu como sua mãe também estarei”.  

Confesso que muitas escolhas que faço a partir daquele dia é baseado no que realmente me fará feliz, pois parte da sua felicidade dependerá da minha. Estou vivendo muitas coisas que sempre quis viver mãe, e realmente estou feliz. Toda vez que volto para casa e vejo seu brilho no olhar é como se eu recebesse uma carga extra de energia, pois me dou conta do quão feliz você está em me ver seguindo rumo aos meus sonhos.  

Sinto saudades suas, e acho que nunca fiquei tanto tempo sem te ver pessoalmente, sem receber aquele abraço apertado, sem revigorar minhas energias. Acho que o fato de eu não poder te ver com tanta frequência devido a distância, e agora não poder de ver devido a quarentena me deixou meio confuso. Me faço questionamentos a respeito das decisões que tomei, quando na verdade o que realmente sinto se resume em saudade. 

Acho que em todos este anos eu nunca agradeci pela decisão que você tomou em ser mãe. Afinal, ser mãe é o trabalho mais árduo que existe. É assumir a responsabilidade de criar outra pessoa, e carregar para sempre uma parcela de culpa do que essa pessoa vai ser quando crescer, seja ela positiva ou negativa. E eu nunca agradeci por você ter me direcionando para o melhor caminho possível nas condições que você tinha.

Minha Mãe Terezinha

Ser mãe é tão difícil, e ao mesmo tempo tão bonito que você não merece ter apenas um único dia no ano, todos os dias de nossas vidas deveriam ser dedicados a você. Tenho certeza que você não voltaria atrás em nenhum momento, e sei do quanto você abriu mão em prol de todos os seus filhos, e essa é a maior prova de amor. 

Então mãe, hoje eu quero lhe agradecer por ter escolhido ser mãe. Agradeço por ter abdicado de tanta coisa em sua vida por mim e pelo meus irmãos. Agradeço por você ter sido mais forte do que imagina que seria, em meio a tantas adversidades da vida. Agradeço por ter colocado minha felicidade em primeiro lugar. Agradeço por ter errado tentando acertar. Agradeço por ter me dito “não”, enquanto era mais fácil ter dito “sim”. Agradeço por nunca ter desistido de mim, mesmo quando só causei problemas. Agradeço por sempre estar ali quando precisei, por sempre me amar incondicionalmente sem esperar nada em troca. Agradeço por ser meu maior porto seguro.

Afinal, se cheguei aonde cheguei, se deixei de ser aquele menino e me tornei esse homem que sou hoje eu devo a você minha mãe. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: